Notícias

Artigo de Imprensa / 23 Set 2020

Empresa portuguesa participa na produção de antiviral remdesivir para a Covid-19

Sic Notícias, 23 setembro 2020

Elemento essencial do medicamento é produzido em Loures e na Irlanda.

A empresa química portuguesa Hovione anunciou hoje uma parceria para a produção de um elemento essencial ao fabrico do antiviral remdesivir, usado no tratamento da infeção por SARS-CoV-2, o vírus na origem da Covid-19.

A Hovione vai assim produzir com a farmacêutica norte-americana Ligand o componente Captisol que é usado como "excipiente essencial para a produção do antiviral Veklury (remdesivir), da Gilead Sciences", explica a empresa em comunicado.

Este componente, que é propriedade da Ligand, é fundamental para a eficácia do remdesivir. Há 50 fábricas envolvidas neste esforço global de produção do remdesivir e duas são da Hovione - em Loures e na Irlanda.

“Para satisfazer a procura de Captisol, a Hovione irá produzir por mês a quantidade equivalente ao que produzia num ano. Este aumento repentino na procura está a exigir um grande esforço de mobilização da empresa a nível global para assegurar o seu fornecimento. Desde abril realizámos investimentos avultados em equipamentos especializados, criámos emprego e colaborámos com concorrentes para aumentar a capacidade de produção,” disse Luís Gomes, Vice-Presidente das Operações.

Segundo explica a empresa portuguesa, "o Captisol é uma ciclodextrina quimicamente modificada que melhora a solubilidade e estabilidade dos fármacos e assegura a biodisponibilidade e dosagem dos ingredientes farmacêuticos ativos (API)".

O medicamento remdesivir (com o nome comercial Veklury) é da Gilead Sciences e foi desenvolvido em 2015 para o tratamento do Ébola.

Está em ensaios clínicos de fase 3 para avaliar a segurança e eficácia no tratamento da infeção por SARS-CoV-2.

O medicamento obteve já uma autorização de emergência em diversos países, incluindo os EUA, UE e Japão, para o uso de emergência / experimental em doentes hospitalizados com Covid-19.



Leia a notícia no website da Sic Notícias

Também em Notícias