Notícias

Comunicado de Imprensa / 22 Jan 2020

Hovione abre laboratório para 230 cientistas

A Hovione amplia área funcional e reforça capacidade de I&D e de produção

Loures, 22 de Janeiro de 2020. O primeiro-ministro, António Costa, inaugurou hoje o novo edifício B14 da Hovione, em Loures, com 11 437 m2. O investimento de 23 m€ visa acolher mais de 400 trabalhadores, do quais 230 investigadores das áreas da Química, ciências farmacêuticas, Biotecnologia e das engenharias.

Na apresentação do novo edifício estiveram também o CEO da Hovione, Guy Villax, o Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, e o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares.

O Edifício B14 vem melhorar as condições de trabalho na empresa, facilitando as sinergias e os ganhos de produtividade com a oferta de equipamentos comuns, nomeadamente novos laboratórios equipados com tecnologias de topo. O edifício oferece também melhores condições de conforto e funcionalidade com salas de reuniões equipadas, bem como novas áreas de estacionamento, balneários, cantina e cafetaria.

O investimento visa melhorar a interação entre as pessoas, os serviços da empresa e destes com os clientes e visitantes externos. O edifício tem a capacidade de acomodar mais de 400 pessoas, sobretudo profissionais qualificados com formação nas áreas da Química, Ciências Farmacêuticas, Biotecnologia e das engenharias, com destaque para a Engenharia Química.

Nos escritórios do edifício estão também instaladas as áreas de recursos humanos, garantia da qualidade, controlo de qualidade, order processing e logística, eficiência operacional, financeira, gestão de projetos e segurança e ambiente.

No que respeita à sustentabilidade, o Edifício B14 foi desenhado e construído para obtenção de certificação LEED (Liderança em Energia e Design Ambiental), que fornece um conjunto de critérios para a conceção, construção e operacionalidade de edifícios de um modo ambientalmente sustentável.

As novas instalações aumentam a oferta de emprego qualificado da Hovione, tendo um forte impacto na comunidade, com efeito duradouro que se verificará também ao nível das escolas locais e da formação e qualificação da população.

No ano em que celebra 61 anos, a Hovione consolida a sua presença no país, com mais investimento na inovação, na qualificação e no emprego de qualidade, gerando riqueza para a comunidade e para o país. A empresa conta com fábricas na Irlanda, nos Estados Unidos e em Macau.


Sobre a Hovione
Fundada em 1959, a multinacional Hovione tem hoje laboratórios e fábricas em Portugal, na Irlanda, em Macau e nos Estados Unidos da América. A Hovione investiga e desenvolve novos processos químicos e produz princípios ativos para a indústria farmacêutica mundial. Com sede em Loures, a empresa emprega 1600 pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 1100 em Portugal. A Hovione é o maior empregador privado de doutorados em Portugal (68) e tem presentemente oito programas de doutoramento e oito de mestrado a decorrer na Empresa. A sua atividade de investigação e desenvolvimento em Portugal emprega 220 técnicos e cientistas.


Saiba mais em www.hovione.com

Também em Notícias

Notícias / 15 Mar 2019

B Corps no Lumiar

Encontro das B Corp Portuguesas decorre nas instalações da Hovione no Lumiar