Notícias

Lisboa, 21 de Maio, 2024 – A Hovione é novamente a melhor no sector da Saúde e a quarta classificada no geral entre as melhores empresas para trabalhar em Portugal, de acordo com o Employer Brand Research da Randstad. O estudo, publicado ontem, identifica os 20 melhores empregadores do país. Esta é a nona edição anual do estudo da Ranstad, que tem por base uma amostra representativa da população ativa portuguesa. Os inquiridos avaliam as empresas de acordo com uma série de critérios, que incluem salário e benefícios, segurança no emprego, ambiente de trabalho e oportunidades de progressão na carreira. A definição de marca empregadora pode ter um impacto significativo na capacidade de uma organização para atrair e reter os melhores talentos e, por isso, é cada vez mais uma parte importante da estratégia das empresa para enfrentar o desafio da escassez de talento. Ilda Ventura, VP de Recursos Humanos da Hovione, explica que: "A nossa estratégia global de RH baseia-se na necessidade de atrair, reter e capacitar os elementos talentosos das nossas equipas. Assim, o nosso Employer Branding tem de refletir quem somos, de forma a que atraiamos novos talentos, mas, também, permitamos que os actuais membros da equipa prosperem. É também imporante aproveitar o impacto positivo que a Hovione tem no mundo e a forma como o nosso trabalho inovador assenta no conhecimento e na resolução de problemas por membros das nossas equipas. Continuamos a trabalhar para aperfeiçoar e melhorar o trabalho no nosso Employer Branding, que é um importante reflexo dos nossos valores e da nossa crença na melhoria contínua." Este é o terceiro ano consecutivo em que a Hovione é classificada como a empresa mais atractiva para trabalhar no sector da Saúde e uma das cinco primeiras no geral. Este reconhecimento surge depois de a Hovione ter sido reconhecida como Top Employer em todas as suas quatro unidades globais em janeiro de 2024, tornando-se a primeira empresa a consegui-lo em Macau.    

News

Hovione confirma presença no ranking dos melhores empregadores em Portugal

May 21, 2024

A nova companhia, com sede em Portugal, tem foco no desenvolvimento de soluções para a dispensa das novas modalidades de medicamentos As terapias celular e genética representam uma mudança de paradigma na medicina moderna, criando oportunidades sem precedentes para doenças que não tinham tratamento As soluções da ViSync ajudarão a enfrentar os desafios de fabrico causados pela natureza complexa das novas modalidades de medicamentos, com foco especial na estabilidade, definição de células ou tecidos alvo e administração da carga útil de medicamento Lisboa, 9 de maio de 2024 – A Hovione, empresa especializada na oferta integrada de CDMO (contract development and manufacturing organization), líder global na tecnologia de spray drying e engenharia de partículas, e o iBET (Instituto de Biologia Experimental e Tecnológica), uma PME privada sem fins lucrativos de investigação intensiva na área da Biotecnologia e das Ciências da Vida, anunciam a criação da ViSync Technologies, uma joint-venture localizada em Oeiras. A nova empresa foca-se no desenvolvimento de tecnologias e de soluções escaláveis para ajudar as empresas farmacêuticas a enfrentar os desafios da formulação e do fabrico de terapias celulares e genéticas transformadoras. A Hovione tem uma importante história no desenvolvimento de soluções industriais de novas tecnologias e no apoio a empresas farmacêuticas no fabrico de volumes adequados às suas necessidades clínicas e comerciais, enquanto o iBET tem sólida formação no desenvolvimento de soluções biológicas e reputação global pelo conhecimento científico das novas modalidades terapêuticas, particularmente as terapias celular e genética. As novas modalidades terapêuticas, como as terapias genética e celular, os medicamentos de RNA e outros produtos biológicos complexos, constituem um segmento da indústria farmacêutica em rápido crescimento. Estas soluções visam avanços no tratamento de uma vasta gama de doenças e situações de saúde, incluindo o cancro, as doenças genéticas, as doenças raras e condições neurológicas. Embora este crescimento esteja a ser impulsionado por uma eficácia notável na resposta a necessidades clínicas não satisfeitas, a natureza complexa das novas modalidades de medicamentos traz desafios, nomeadamente em relação às opções limitadas de administração, a respostas imunogénicas e possíveis efeitos fora do alvo terapêutico, problemas com a administração de doses elevadas e a custos elevados. A fraca estabilidade destes medicamentos é também um problema, uma vez que exige a disponibilidade de cadeias de abastecimento a frio. O objetivo da ViSync é desenvolver novas plataformas tecnológicas para responder às necessidades não satisfeitas das empresas farmacêuticas que desenvolvem estes novos produtos. "A criação do ViSync em colaboração com o iBET marca um novo e excitante capítulo no compromisso da Hovione para com a inovação", afirma Jean-Luc Herbeaux, diretor-executivo da Hovione. "Novas modalidades terapêuticas têm o potencial de trazer melhorias radicais aos atuais padrões de tratamento e estamos entusiasmados com a parceria com o iBET, uma organização especializada de renome mundial nesta área, para desenvolver plataformas tecnológicas que ajudem os clientes a levar terapias transformadoras aos doentes em todo o mundo. O primeiro passo será reunir uma equipa que possua os conhecimentos, a experiência e o engenho necessários para navegar nas complexidades que se avizinham". "A criação da ViSync em parceria com a Hovione representa um momento fundamental na dedicação do iBET à investigação pioneira em terapias avançadas," afirma Paula Alves, CEO do iBET. "A imensidade da promessa das novas modalidades de medicamentos está ao nosso alcance e estamos muito satisfeitos por unir forças com a Hovione, um líder mundialmente reconhecido na industrialização tecnológica e na administração de medicamentos. Neste esforço comum, reuniremos as competências e aptidões científicas e técnicas para apoiar os nossos clientes e parceiros na disponibilização de terapias inovadoras a doentes em todo o mundo." A ViSync vai desenvolver o seu próprio laboratório em Oeiras e espera estar pronto para começar a fazer investigação e desenvolvimento no final de 2024.   About Hovione Hovione is an international company with over 60 years of experience in pharmaceutical development and manufacturing operations. As a Contract Development and Manufacturing Organization (CDMO) it has a fully integrated offering of services for drug substances, drug product intermediates and drug products. The company has four FDA inspected sites in the USA, Portugal, Ireland and China and development laboratories in Lisbon, Portugal and New Jersey, USA. Hovione provides pharmaceutical customers services for the development and compliant manufacture of innovative drugs, including highly potent compounds, and customized product solutions across the entire drug life cycle. In the inhalation area, Hovione offers a complete range of services, from API, formulation development and manufacturing, capsule filling and devices.     Hovione's culture is based on innovation, quality and dependability. Hovione is a member of Rx-360, EFCG and participates actively in industry quality improvement initiatives to lead new global industry standards.   About iBET iBET is a private non-profit institution devoted to biotechnology research, with 35 years of experience creating and transferring knowledge to the global biopharma and biotech sectors. iBET’s core expertise lies on the development of bioprocessses and analytical tools for Advanced Therapeutic Medicinal Products (ATMPs), including cell and gene therapies, vaccines, antibodies and other innovative therapeutic products. Leveraged by the emerging areas of Data Science and Translational Immunology, we offer bespoke R&D services from early-stage R&D to GMP manufacturing.  iBET’s infrastructure comprises cutting-edge laboratories, a GMP certified Analytical Services Unit, and a Late-Stage R&D and Bioproduction Unit, covering upstream and downstream process development, bioanalytical tools for critical quality attribute monitoring, to scale-up and tech transfer. iBET also hosts satellite laboratories of major pharmaceutical companies and serves as an incubation platform for start-up/spin-off companies. iBET is driven by its innovative and agile culture of continuous improvement and a strong sense of ambition, ownership and commitment in developing and delivering the best solutions to our stakeholders.

News

Hovione e iBET anunciam criação da ViSync Technologies, empresa inovadora que irá desenvolver soluções para necessidades não satisfeitas em terapia celular e genética

May 09, 2024

A farmacêutica portuguesa Hovione anunciou na quinta-feira que se tornou a primeira empresa em Macau a ser reconhecida como 'Top Employer', uma certificação atribuída pela excelência das práticas de gestão de pessoas. O diretor de recursos humanos da Hovione Macau, Douglas Lau, disse que esta distinção "é uma verdadeira conquista" e que "demonstra que as empresas em Macau podem oferecer o mesmo ambiente de trabalho de alta qualidade que em qualquer outro lugar do mundo". A certificação é "também mais uma demonstração de como a Hovione cria empregos que têm valor real tanto para os membros da nossa equipa como para a sociedade em geral", acrescentou, em comunicado. O responsável lembrou que a Hovione, que se estabeleceu em Macau em 1986, recebe hoje a medalha de Mérito Industrial e Comercial, atribuída pelo Governo local, nos 24 anos da Região Administrativa Especial chinesa. Em dezembro, o diretor-geral da empresa em Macau, Eddy Leong, disse à Lusa que a medalha concecida pelo Governo de Macau é "uma grande honra" e reflete a "longa e bem-sucedida" história da Hovione no território. Ao destacar a "equipa forte" dedicada "à investigação e à qualidade", com "diversos êxitos" obtidos, o chefe do Governo de Macau, Ho Iat Seng, referiu que a expansão do negócio da Hovione "no mercado asiático está já a aproveitar as oportunidades proporcionadas pelo desenvolvimento da Zona de Cooperação Aprofundada entre Guangdong e Macau", contribuindo para o desenvolvimento da indústria de `big health` de Macau e a diversificação da economia, de acordo com uma nota oficial, divulgada em dezembro. A Zona de Cooperação Aprofundada, em Hengqin, é um projeto lançado por Pequim, em 2021, gerido conjuntamente pela província de Guangdong e Macau, com uma área de cerca de 106 quilómetros quadrados e uma população de mais de 53 mil habitantes. Fundada em 1959, a Hovione sublinhou ter recebido a certificação `Top Employer` pelo segundo ano consecutivo, nas outras três fábricas e laboratórios que opera em Portugal, na Irlanda e nos Estados Unidos. A farmacêutica foi uma das 49 empresas em Portugal a obter esta certificação do Top Employers Institute, uma entidade internacional que distingue e certifica, a nível global, as condições que as empresas criam para os seus trabalhadores.   Leia o artigo completo em RTP

Press Clipping

Farmacêutica portuguesa primeira empresa considerada 'Top Employer' em Macau

Jan 19, 2024

A Hovione foi reconhecida como Top Employer nas quatro fábricas que detém, em Lisboa, Cork (Irlanda), East Windsor (Nova Jérsia, EUA) e Macau. A Hovione é a primeira companhia a ser certificada como Top Employer em Macau. Nas instalações da Hovione que já detinham o Top Employer desde 2023 há melhoria do desempenho e resultados este ano.   Loures, 18 de Janeiro, 2024 – A Hovione, especialista integrada em CDMO (produção para terceiros), líder em secagem por pulverização e engenharia de partículas, foi reconhecida como Top Employer em todas as suas quatro unidades de produção, sendo a primeira empresa a receber esta certificação em Macau. A certificação representa um marco significativo no compromisso da empresa em promover um ambiente de trabalho favorável e em assegurar condições gratificantes para os membros das suas equipas. É também a demonstração de que o “One Hovione”, a iniciativa estratégica da empresa para proporcionar aos membros das equipas uma experiência de igual qualidade em todos os locais, está a funcionar. O programa de certificação do Top Employers Institute avalia as organizações com base nos resultados da Pesquisa de Melhores Práticas de RH. A pesquisa abrange seis domínios e aborda 20 tópicos, de Desenvolvimento de Carreira a Liderança, ou de Bem-estar dos Empregados a Equidade e Inclusão, entre outros. O programa certificou e reconheceu mais de 2.300 Top Employers em 121 países/regiões nos cinco continentes. "A Hovione é uma empresa comprometida com a excelência e a diferenciação e ser um Top Employer é uma componente integrante da Estratégia de Pessoas da Hovione. Fico satisfeito por ver que o nosso programa de melhoria contínua, apoiado pelos benchmarks das melhores práticas do Top Employer, resultou no nosso progresso em múltiplas dimensões e em todas as nossas localizações”, comentou Ilda Ventura, vice-presidente de Recursos Humanos e membro do Conselho de Administração da Hovione.   Região Administrativa Especial de Macau Douglas Lau, diretor de Recursos Humanos da Hovione Macau: “É uma verdadeira conquista ser a primeira empresa em Macau a ser Top Employer. Isto demonstra que as empresas em Macau podem oferecer o mesmo ambiente de trabalho de alta qualidade que em qualquer outro lugar do mundo. Ocorrendo logo após a Hovione ter sido galardoada com a Medalha de Mérito do Governo de Macau, esta é também mais uma demonstração de como a Hovione cria empregos que têm valor real, quer para os membros da nossa equipa como para a sociedade em geral. Portugal   Catarina Tendeiro, diretora sénior de RH da Hovione Portugal: “Estamos entusiasmados por anunciar que a Hovione foi mais uma vez reconhecida como Top Employer. Esta é uma confirmação do nosso compromisso contínuo em desenvolver um ambiente de trabalho excecional para os nossos colaboradores, que representam o recurso mais significativo e o principal diferencial da nossa empresa. Fiquei especialmente satisfeita pelo facto de o relatório deste ano ter revelado melhorias em diversas áreas-chave, incluindo Estratégia de Negócios e Pessoas, Liderança, Desempenho e Carreira e Aprendizagem. Isto demonstra o nosso desejo de ouvir o feedback e de continuar a melhorar a nossa experiência no local de trabalho.   Estados Unidos da América Erin Tetreault, diretora de RH da Hovione New Jersey: “É com entusiasmo que anunciamos que a Hovione foi mais uma vez certificada como Top Employer. Acreditamos que as pessoas são o nosso ativo mais forte e esta certificação é a prova do nosso compromisso contínuo em criar uma cultura no local de trabalho que vai além da segurança e da qualidade e ajuda todos os membros da equipa a sentirem-se verdadeiramente valorizados. Fiquei especialmente satisfeita com o facto de o relatório deste ano mostrar melhorias em diversas áreas-chave, incluindo Liderança, Ambiente de Trabalho e Bem-Estar dos Colaboradores. Essa é a demonstração de que queremos dar feedback e continuar a melhorar a nossa experiência no local de trabalho."   Irlanda Imelda Cummins, diretora de RH da Hovione Irlanda: “Estamos muito satisfeitos por a Hovione ter sido novamente certificada como Top Employer. As pessoas representam o nosso ativo mais forte e são elas que nos permite oferecer aos nossos clientes os produtos e serviços de alta qualidade pelos quais a Hovione é conhecida. É também a demonstração do nosso compromisso contínuo em desenvolver um excelente ambiente de trabalho. Fiquei especialmente satisfeita pelo facto de o relatório deste ano ter demonstrado melhorias em diversas áreas-chave, incluindo Diversidade, Equidade e Inclusão, Aprendizagem, Sustentabilidade e Desenvolvimento de Carreira. Essa é a demonstração de que queremos dar feedback e continuar a melhorar a nossa experiência no local de trabalho.”     Sobre a Hovione: A Hovione é uma empresa internacional com mais de 60 anos de experiência em desenvolvimento farmacêutico e operações de produção. Como Organização de Desenvolvimento e Fabricação de Contratos (CDMO), possui uma oferta integrada de serviços para substâncias medicamentosas, intermediários de medicamentos e produtos farmacêuticos. A empresa possui quatro locais inspecionados pela FDA, nos EUA, Portugal, Irlanda e China e laboratórios de desenvolvimento em Lisboa, Portugal e Nova Jersey, EUA. A Hovione fornece serviços farmacêuticos em todo o ciclo de vida do medicamento e de desenvolvimento e fabrico em conformidade de medicamentos inovadores, incluindo compostos altamente potentes e soluções personalizadas de produtos, Na área de inalação, a Hovione oferece uma gama completa de serviços, desde API, desenvolvimento e fabrico de formulações a enchimento de cápsulas e dispositivos. A cultura de empresa da Hovione assenta na inovação, qualidade e fiabilidade. A Hovione é membro do Rx-360, EFCG, participando ativamente em iniciativas de melhoria da qualidade dos processos e de elevação dos padrões globais da indústria.    Sobre o institutoTop Employers: O Instituto Top Employers é a autoridade global no reconhecimento da excelência em práticas de gestão de pessoas. Ajudamos a acelerar essas práticas para enriquecer o mundo do trabalho. Através do Programa de Certificação do Top Employers Institute, as empresas participantes podem ser validadas, certificadas e reconhecidas como empregadores de qualidade. Em 2024, o Top Employers Institute certificou mais de 2.300 organizações em 121 países/regiões. Esses Top Employers certificados impactam positivamente a vida de mais de 12 milhões de funcionários em todo o mundo.   Para mais informações por favor visite Hovione.com    

Press Release

Hovione certificada como Top Employer em todas as localizações

Jan 18, 2024

22 de Dezembro, 2023 – A Hovione tem o prazer de anunciar que a sua unidade em Macau foi galardoada com a Medalha de Mérito Industrial e Comercial do Governo desta Região Administrativa Especial da República Popular da China. A unidade foi pela primeira vez inspecionada e certificada pela FDA em 1987 e, desde então, produz ativos farmacêuticos não patenteados, que são vendidos no mercado global e impulsionam as exportações de Macau. Com 180 funcionários, é a maior unidade farmacêutica de Macau e presta aconselhamento ao Departamento Económico sobre o desenvolvimento da indústria farmacêutica na Região. Ao longo dos anos, a Hovione tem trabalhado com outros departamentos governamentais para apoiar o desenvolvimento da indústria farmacêutica em Macau. Nesse âmbito, a empresa colabora com a Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais de Macau para desenvolver a mão-de-obra local e criar carreiras na indústria farmacêutica. A Hovione também coopera com a Direcção dos Serviços de Educação na organização de visitas a escolas e universidades, bem como de estágios dentro da empresa. Os membros da equipa também são convidados pela Universidade de Macau para ministrar palestras sobre boas práticas de fabrico (BPF) e análises químicas. Eddy Leong, site manager da Hovione Macau, afirmou: “É uma grande honra receber esta Medalha de Mérito. Gostaría de expressar a nossa gratidão ao Governo da RAE de Macau e a todos os sectores da sociedade pelo reconhecimento dos quase 40 anos de presença e atividade industrial da empresa em Macau. Na Hovione, o nosso lema é “In it for life” e este prémio reflete não só a nossa longa e bem sucedida história em Macau, mas também aponta para o nosso futuro de sucesso aqui. O prémio reflete também o nosso compromisso de trabalhar com organizações parceiras para criar oportunidades de carreira gratificantes nas ciências da vida.” As Medalhas de Mérito abrangem sete categorias (Industrial e Comercial, Turismo, Educação, Cultura, Altruísmo e Desporto). Destinam-se a premiar indivíduos ou organizações que se destaquem no exercício da sua atividade profissional.   Sobre a Hovione: A Hovione é uma empresa internacional com mais de 60 anos de experiência em desenvolvimento farmacêutico e operações de produção. Como Organização de Desenvolvimento e Fabricação de Contratos (CDMO), possui uma oferta integrada de serviços para substâncias medicamentosas, intermediários de medicamentos e produtos farmacêuticos. A empresa possui quatro locais inspecionados pela FDA, nos EUA, Portugal, Irlanda e China e laboratórios de desenvolvimento em Lisboa, Portugal e Nova Jersey, EUA. A Hovione fornece serviços farmacêuticos em todo o ciclo de vida do medicamento para o desenvolvimento e fabrico em conformidade de medicamentos inovadores, incluindo compostos altamente potentes e soluções personalizadas de produtos, Na área de inalação, a Hovione oferece uma gama completa de serviços, desde API, desenvolvimento e fabrico de formulações, enchimento de cápsulas e dispositivos. A cultura de empresa da Hovione assenta na inovação, qualidade e fiabilidade. A Hovione foi a primeira companhia químico farmacêutica no mundo a obter a certificação B corp e é membro do Rx-360, EFCG, participando ativamente em iniciativas de melhoria da qualidade dos processos e de elevação dos padrões globais da indústria.  

Press Release

Governo de Macau distingue Hovione com medalha de Mérito Industrial e Comercial

Dec 22, 2023

A Hovione adquiriu a ExtremoChem Lda, uma start-up com um portfólio de açúcares raros, análogos sintéticos das moléculas naturais encontradas nos extremófilos. A aquisição garante à Hovione acesso a novos materiais funcionais de alto desempenho, com potencial na estabilização de produtos biofarmacêuticos. Lisboa, 16 de Novembro, 2023, A Hovione, empresa especializada na oferta integrada de CDMO (contract development and manufacturing organization), líder global na tecnologia de spray drying e engenharia de partículas, adquiriu a ExtremoChem Lda (ExtremoChem), uma start-up dedicada à síntese, desenvolvimento e comercialização de açúcares sintéticos de origem biológica para a maior estabilização, redução da viscosidade e melhor desempenho das proteínas e outros produtos biofarmacêuticos. A ExtremoChem desenvolveu uma biblioteca de açúcares proprietários, análogos sintéticos de moléculas naturais encontradas em extremófilos – organismos capazes de resistir aos ambientes mais inabitáveis. Esses açúcares têm demonstrado potencial para superar os desafios associados à estabilização de produtos biofarmacêuticos durante as fases de produção, purificação, formulação e transporte. Jean-Luc Herbeaux, CEO da Hovione: “As proteínas e outros biofarmacêuticos representam uma parte significativa dos pipelines dos nossos clientes. A aquisição dos açúcares sintéticos da ExtremoChem, combinada com as capacidades de engenharia de partículas da Hovione proporciona aos nossos clientes um conjunto único de ferramentas para otimizar formulações e resolver problemas de estabilidade no ciclo de vida dos produtos biofarmacêuticos”. Filipe Aguiar, ExtremoChem, Managing Director: “Estou muito satisfeito com a aquisição da ExtremoChem pela Hovione. A Hovione tem uma longa história de desenvolvimento e industrialização de tecnologias inovadoras para a indústria farmacêutica. Esta aquisição ajudará a garantir que a ciência que desenvolvemos na ExtremoChem terá uma adoção no mercado mais ampla e rápida.” Esta aquisição confirma o compromisso da Hovione na expansão das suas plataformas tecnológicas. A companhia está a investir em novos ativos e em tecnologias inovadoras para responder à procura dos clientes por serviços integrados e diferenciados de fabrico de substâncias farmacêuticas, engenharia de partículas e produtos farmacêuticos. Sobre a Hovione: A Hovione é uma empresa internacional com mais de 60 anos de experiência como Organização de Desenvolvimento e Fabricação de Contratos (CDMO) e atualmente é um fornecedor totalmente integrado que oferece serviços para substâncias medicamentosas, intermediários e medicamentos. Com quatro locais inspecionados pela FDA, nos EUA, China, Irlanda e Portugal e laboratórios de desenvolvimento em Lisboa, Portugal e Nova Jersey, EUA, a empresa fornece serviços de clientes farmacêuticos de marca para o desenvolvimento e fabricação compatível de medicamentos inovadores, incluindo compostos altamente potentes e soluções por medida para todo o ciclo de vida dos medicamentos. Na área da inalação, a Hovione é a única empresa independente que oferece uma gama completa de serviços. A cultura da Hovione é baseada na inovação, qualidade e confiança. A Hovione foi a primeira empresa químico farmacêutica a ser certificada como B Corp, é membro da Rx-360, EFCG e participa ativamente nas iniciativas de melhoria da qualidade da indústria para criar padrões globais da indústria. Sobre a ExtremoChem: A ExtremoChem é uma start-up dedicada à síntese química com foco no desenvolvimento de açúcares orgânicos sintéticos para a estabilização de produtos biológicos sob condições de stress.  

Press Release

Hovione adquire ExtremoChem e reforça apoio aos clientes na estabilização de produtos biofarmacêuticos.

Nov 16, 2023

Quem conhece a Catarina Tendeiro sabe que encara o talento e a gestão de pessoas como a matéria-prima para o sucesso de qualquer organização. À frente da Direção de Recursos Humanos da Hovione, confessa-se especialmente entusiasmada com o trabalho que tem em mãos na multinacional portuguesa da Ciência da Saúde, uma vez que o propósito de salvar vidas é omnipresente. Numa época em que o mundo corporativo coloca muitas incertezas, novas variáveis e um futuro singular, cabe aos RH fazer ressoar em cada colaborador a sua missão? Estará a área a sofrer algumas dores de crescimento, algumas convulsões? Há novas realidades que impõem exigentes desafios aos gestores. E estes não ficam por aqui! A semana de quatro dias de trabalho é vista como uma inovação social e uma melhor forma de organizar a economia no século XXI. Quais os novos desafios do nosso tempo e como vamos dar respostas? Colocámos a pergunta: Está na hora da área de Recursos Humanos se regenerar? a quatro diretores de Gestão de Pessoas. Catarina Tendeiro aceitou o desafio: «Vivemos um contexto de profundas mudanças sociais, demográficas e tecnológicas. A evolução tecnológica reforça a importância do talento, enquanto o “inverno demográfico”, entre outros fatores, geram escassez e guerra por talento. O papel do Diretor de Recursos Humanos tornou-se mais crucial do que nunca, e requer uma reinvenção contínua. A tecnologia revolucionou formas de trabalho, e o RH não é exceção. A automação e a inteligência artificial simplificaram processos de RH, como recrutamento, integração e gestão de desempenho. Os diretores de RH devem tirar partido desses avanços tecnológicos, utilizando análise de dados e algoritmos para tomar decisões estratégicas, aumentando a eficiência, reduzindo custos e contribuindo para estratégias de Gestão de Pessoas orientadas por dados. Por outro lado, a forma de trabalho tem tido mudanças relevantes. Os colaboradores millennial e geração Z são hoje uma parte substancial dos colaboradores, trazendo expectativas e estilos de trabalho diferentes. Para atrair, envolver e reter essas gerações, os Diretores de RH (DRH) precisam de se reinventar, adotando modelos de trabalho flexíveis, promovendo culturas de desenvolvimento e incentivando um equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. Ao se adaptarem às necessidades dessas gerações, os DRH podem ajudar que as empresas permaneçam competitivas no contexto de “guerra de talento”. Adicionalmente, as expectativas dos colaboradores evoluíram, com a valorização de um propósito e cultura, oportunidades de crescimento, e sentido de pertença. Esta evolução também obriga os DRH a uma reinvenção na forma como interagem com a estratégia de negócio para promover o bem-estar, a felicidade, a diversidade e inclusão e, ao mesmo tempo, desenvolver ferramentas de feedback, planos de desenvolvimento personalizados e criação de ambientes de trabalho que promovem a colaboração e a inovação produtiva – gerando maior produtividade, retenção e sucesso.»   Leia o artigo em lidermagazine.sapo.pt  

Press Clipping

Catarina Tendeiro: «O papel do Diretor de RH tornou-se mais crucial do que nunca»

Jul 21, 2023

A Hovione ficou em terceiro lugar no Randstad Employer Brand Research. Catarina Tendeiro, senior director de Recursos Humanos da Hovione para Portugal, explica porquê. «Num sector altamente competitivo como o farmacêutico, a procura de investimento permanente e de pessoal altamente qualificado é constante. Por isso, sempre nos concentrámos em atrair e reter o nosso talento. Não se trata apenas de tecnologia, mas sim de pessoas e da sua capacidade de ter grandes ideias e contribuir para a diferenciação da Hovione no mercado. Num mercado em constante evolução, com uma feroz concorrência pelo talento, o investimento em novas abordagens para nos destacarmos e para atrair e reter os melhores profissionais é imprescindível. A nossa principal aposta é a construção de uma cultura corporativa forte e autêntica. Queremos que os colaboradores se sintam valorizados, envolvidos e conectados com o nosso propósito: desenvolver e produzir soluções para melhorar e salvar a vida a milhões de pessoas em todo o mundo. O nosso compromisso com a excelência e a inovação, alicerçado sobre uma solidez assente em mais de 60 anos de existência, onde «fazer a coisa certa» tem primazia, é um factor distintivo. Na Hovione, proporcionamos um ambiente de trabalho inspirador, onde todos são convidados a explorar o seu potencial. Valorizamos a diversidade e promovemos uma cultura inclusiva, onde todas as vozes são ouvidas e respeitadas. Esta proposta de valor, à qual se alia uma preocupação com salários dignos e competitivos, com a criação de valor para a sociedade, reflecte-se no terceiro lugar no ranking Randstad. É um pódio que partilhamos com importantes marcas de referência, tanto a nível global, como nacional, e que muito nos orgulha.»   Leia o artigo em hrportugal.sapo.pt    

Press Clipping

Catarina Tendeiro, Hovione: «A procura de pessoas qualificadas é constante e estamos a investir em novas abordagens para nos destacarmos»

Jul 10, 2023

Novobanco, ECI, Hovione, Barraqueiro ou Vodafone são algumas das 51 empresas a juntar-se ao “Pacto Mais e Melhores Empregos”, da Fundação José Neves. Hoje 101 querem aumentar contratação jovem.  Depois de no início do ano 50 grandes empresas terem assumido o compromisso de aumentar a contratação jovem, esta segunda-feira mais 51 juntam-se ao “Pacto Mais e Melhores Empregos”. Novobanco, El Corte Inglés, Hovione, Grupo Barraqueiro ou Vodafone são algumas das novas empresas que, até 2026, se comprometem a aumentar em 14% a contratação jovem. Em maio, havia em Portugal mais de 70 mil jovens desempregados. “O nosso objetivo era trazer um conjunto de novas empresas para o Pacto, a marca que tínhamos era 100, portanto, estamos confortáveis com este número. São empresas que representam mais de 260 mil empregos, cerca de 76 mil milhões de euros de receitas. Já têm cerca de 46 mil jovens entre os seus trabalhadores. E, portanto, temos aqui um bom grupo que agora fecha com estas 101 empresas que se comprometem a introduzir melhorias”, afirma Carlos Oliveira, presidente da Fundação José Neves (FJN), ao Trabalho by ECO. Continental, Siemens, Intelcia, Semapa, Ana Aeroportos ou Banco de Portugal são outras das mais de cinco dezenas de organizações, de diversos setores de atividade, que assumem agora o compromisso de em três anos aumentar não só o volume de contratação de jovens até 29 anos, como também fazer crescer o número de jovens com contratos sem termo e com melhores salários. A formalização do compromisso é feita esta tarde, no Picadeiro Real de Belém, em Lisboa. Impacto do compromisso O anúncio das novas empresas é acompanhado de novas projeções do impacto estimado no início do ano com estes compromissos. Assim, além de aumentar em 14% o volume de jovens contratados, as 101 empresas esperam ainda fazer subir, de forma agregada, em 7% o número de jovens que permanecem nas empresas dois anos consecutivos; em 10% os jovens com contrato sem termo; em 7% os com ensino superior com salários acima de 1.320 euros e, por fim, em 3% os jovens com ensino superior a trabalhar em funções adequadas ao seu nível de escolaridade. "O nosso objetivo era trazer um conjunto de novas novas empresas para o Pacto, a marca que tínhamos era 100, portanto, estamos confortáveis com este número. São empresas que representam mais de 260 mil empregos, cerca de 76 mil milhões de euros de receitas. Já têm cerca de 46 mil jovens entre os seus trabalhadores. E, portanto, temos aqui um bom grupo que agora fecha com estas 101 empresas que se comprometem a introduzir melhorias." Carlos Oliveira, Presidente da Fundação José Neves No início do ano, quando foi conhecido o Pacto, o impacto estimado era outro, com as maiores diferenças a se fazerem sentir no aumento de 10% para 14% no volume de jovens contratados, mas com a subida dos jovens com contrato sem termo a passar de uma projeção de 19% em janeiro, para 10% em julho. “São previsões que, neste momento, agregam não só as primeiras empresas, mas também as novas que aderiram e que levam em consideração os números reais de 2022, com efeitos que já são positivos, com um número, com algum significado, de jovens já com contratos sem termo, 67%”, começa por explicar Carlos Oliveira, quando questionado sobre o porquê desta mudança e se não se trataria de uma revisão em baixa. “Não é nenhuma queda, nenhuma alteração, é uma projeção de impacto, que é sempre de crescimento, agora com dados reais”, reforça. “Antes eram projeções feitas com base em curvas de anos anteriores, o que também pode significar que, de facto, as empresas, já em 2022, fizeram alguma coisa para aliviar alguns destes problemas”, refere ainda. Os dados das empresas signatárias indicam que, em média, 43% das novas contratações no ano passado foram jovens trabalhadores. Jovens entre os mais vulneráveis no emprego Os detalhes do impacto efetivo do Pacto só serão conhecidos em 2024. “No próximo ano vamos mostrar como foi o progresso deste primeiro ano das empresas em agregado face à baseline de 2022 e, portanto, se estamos no bom caminho para atingir as projeções, e fazer recomendações caso haja desvios negativos para que haja aceleração no cumprimento”, diz Carlos Oliveira. O ponto de partida é desafiante, como dão conta os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística (INE). Em maio, havia 338.600 pessoas desempregadas, dos quais 70.500 jovens. A taxa de desemprego jovem era de 18,6%, mais do triplo da registada para os adultos (5,5%), tendo subido 0,5 pontos percentuais (p.p) face a abril e 0,1 p.p em relação ao período homólogo. E, neste parâmetro, Portugal também não compara bem com a realidade europeia. Em maio, havia 2,696 milhões de jovens (com menos de 25 anos) desempregados na UE, dos quais 2,226 milhões na Zona Euro, fixando-se a taxa de desemprego nesta faixa etária, para a UE e Zona Euro, nos 13,9%, revelam dados do Eurostat. Ou seja, Portugal apresentava uma taxa 4.7 p.p acima da Europa. E o mesmo indiciam os dados da precariedade. Em pouco mais de uma década, a percentagem de pessoas com ensino superior com contratos a termo reduziu-se de 40%, em 2010, para 29% em 2022, mas apesar desta evolução, ainda são valores distantes dos 17% da média da União Europeia, como aponta o estudo “Retrato do Emprego Jovem em Portugal”, de Paulo Marques, professor do ISCTE-IUL. E nos salários, outro dos temas que se pretende introduzir melhorias com este Pacto, o retrato não é animador, com a diferença salarial entre os jovens com ensino superior a atingir mínimos históricos no ano passado. “Neste momento, a diferença salarial média entre um jovem com ensino secundário e um com ensino superior é 27%, quando em 2011 estava em cerca de 50%. Há uma queda muito significativa desta diferença salarial, que não seria tão expectável se tivesse sido por uma subida dos salários dos jovens com ensino secundário. Mas, efetivamente não foi”, refere o presidente da FJN. Os dados conhecidos em junho do Estado da Nação, estudo levado a cabo pela FJN, dão disso conta. Se no ano passado, o salário médio dos trabalhadores com ensino secundário estava, em termos reais, praticamente ao mesmo nível do de 2011, no caso dos trabalhadores com o ensino superior o salário era 13% mais baixo. E só em 2022 caiu 6%. Um status quo que, num momento onde há escassez de talento em setores essenciais da economia e a competição pelo talento é global, não se afigura de fácil resolução. “O problema é complexo senão já estaria resolvido. Seguramente, programas como o Avançar podem dar aqui uma ajuda, como outros que já existem“, reage Carlos Oliveira, quando questionado sobre o impacto do programa do incentivo à contratação jovem que arrancou em julho. O programa visa dar emprego a 25 mil jovens com contrato sem termo, com um salário superior a 1.330 euros, sendo ainda pago, durante um ano, pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) uma bolsa de 180 euros diretamente ao jovem. As empresas que contratem jovens nestas condições podem receber um financiamento de entre 8,6 mil euros e 12,4 mil euros, acrescidos de descontos às contribuições. De resto, “incentivos fiscais e benefícios para jovens trabalhadores” é uma das recomendações das empresas signatárias para atrair e reter os jovens. Melhoria dos horários e espaços de trabalho; reforço do ensino profissional; parcerias com instituições de ensino e entre centros de formação, universidades e empresas são outras das propostas.    Leia o artigo completo no website do ECO  

Press Clipping

101 grandes empresas querem aumentar em 14% emprego jovem até 2026

Jul 10, 2023

Lisboa, 19 de maio de 2023 – A Hovione ocupa o terceiro lugar entre as melhores empresas para trabalhar em Portugal e o primeiro lugar no que se refere ao setor da Saúde, de acordo com os resultados do inquérito, Randstad Employer Brand Research 2023. A pesquisa, cujos resultados foram divulgados ontem, identifica os 20 melhores empregadores em Portugal, de acordo com um inquérito que é distribuído por uma amostra representativa da população ativa em Portugal. Através do inquérito, as empresas são avaliadas e classificadas de acordo com critérios como o salário e os benefícios, a segurança do emprego, ambiente de trabalho, e as oportunidades de progressão na carreira. Ilda Ventura, VP de Recursos Humanos da Hovione, explica “a nossa capacidade para atrair, desenvolver e reter talento é a chave para o sucesso da Hovione a nível global. Na Hovione estamos empenhados em apoiar os nossos clientes a melhorar a vida dos doentes em todo o mundo e isto não seria possível sem a contribuição de todos os membros da nossa equipa. Este prémio é o reconhecimento da nossa solidez enquanto empregador e da nossa aposta contínua no desenvolvimento do talento.” Comparativamente com o ano anterior, a Hovione mantém-se como a empresa mais atrativa para trabalhar em Portugal no setor da Saúde e subiu na classificação geral do 5º lugar para o 3º lugar. Este reconhecimento surge após a Hovione ter sido reconhecida como Top Employer e LinkedIn Top Company em Portugal.      Sobre a Hovione:  Fundada em 1959, a multinacional Hovione tem hoje laboratórios e fábricas em Portugal, na Irlanda, em Macau e nos Estados Unidos da América. A Hovione investiga e desenvolve novos processos químicos e produz princípios ativos para a indústria farmacêutica mundial. A empresa emprega cerca de 2300 pessoas em todo o mundo. Em Portugal tem uma fábrica em Loures e um centro de I&D no Lumiar. A Hovione é o maior empregador privado de doutorados em Portugal. Para mais informação visite www.hovione.com   

Press Release

Hovione entre as três melhores empresas para trabalhar em Portugal

May 19, 2023

Contacte-nos

Se deseja conhecer melhor a Hovione, por favor preencha o formulário e entraremos em contacto consigo.